)

«

»

maio 06 2013

OS 40 ANOS DA MISSÃO PIONEER 11

Saturno

No dia 5 de Abril de 1973, a exatos 40 anos atrás, a sonda Pioneer 11 foi lançada desde Cabo Canaveral para uma missão de risco que passou muito perto da superfície de Júpiter e através dos anéis externos de Saturno pavimentando o caminho para as missões mais ambiciosas de exploração do Sistema Solar. Porém, mesmo com grande risco a sonda prosseguiu sua missão. Sua sonda irmã, Pioneer 10, que foi lançada em 2 de Março de 1972, foi a primeira sonda a voar além de Marte, foi a primeira a passar através do cinturão de asteroides e foi a primeira a passar perto de Júpiter, mandando para a Terra grandes volumes de dados.

Rota da Viagem da Pioneer

O sucesso com a Pioneer 10 permitiu que os gerentes da NASA planejassem algo maior, uma sonda com 2.8 metros e 258 kg, a Pioneer 11. A sonda voaria não somente três vezes mais perto de Júpiter que a Pioneer 10, mas também iria passar pelo próximo planeta, Saturno. A Pioneer 11, fez sua maior aproximação de Júpiter no dia 3 de Dezembro de 1974, passando a somente 43000 km de distância da atmosfera do gigante gasoso, voando sobre os polos do planeta para evitar os intensos cinturões de radiação ao redor do equador de Júpiter. A massiva atração gravitacional do planeta foi usada para impulsionar a sonda e enviar a Pioneer 11 em direção a Saturno.

Pioneer

A equipe da Pioneer queria originalmente enviar a sonda através dos elusivos anéis internos de Saturno, mas a NASA decidiu que seria menos arriscado passar através do anel externo A de Saturno, com o objetivo de testar uma parte crítica da rota da Voyager 2 durante sua missão de Grande Tour do Sistema Solar. Os gerentes de projeto da agência espacial decidiram que uma passagem segura da Voyager 2 até Urano e Netuno seria mais importante para a ciência do que uma jornada da sonda Pioneer através dos anéis internos de Saturno. “Foi uma decisão controversa na época”, disse o último gerente de projeto da missão Pioneer Larry Lasher num memorando lançado no dia 5 de Abril de 2013, pela NASA marcando os 40 anos de aniversário da missão. “Mas com essa brava passagem, a Pioneer 11 foi capaz de contribuir com orgulho para o sucesso da Voyager 2 em completar o seu Grande Tour e a exploração de dois dos mias externos e longínquos planetas do Sistema Solar”.

Placa em Ouro contendo informações carregada pela Pionerr

Essa rota segura ainda permitiu que a Pioneer 11 registrasse belas imagens de Saturno e até mesmo pudesse descobrir algumas pequenas luas até então desconhecidas ao redor do planeta, e um novo anel, chamado de Anel F. A última transmissão da Pioneer 11 foi recebida em 1995. De acordo com a NASA, a sonda está agora a 13 bilhões de quilômetros do Sol e viaja em direção a constelação de Scutum.

Com a esperança que um dia essas sondas fossem interceptadas por alguma civilização extraterrestre, tanto a Pioneer 10 como a Pioneer 11 carregam placas de ouro que descrevem de onde as sondas vieram, com imagens de um homem e uma mulher nus, um diagrama do Sistema Solar e um conjunto de fotos mostrando a posição do Sol com relação a outras estrelas mais próximas. A placa foi desenhada por dois dos maiores pesquisadores, astrônomos e comunicadores de ciência que já passaram pelo planeta Terra, o fundador do projeto SETI, Frankfurt Drake e o grande Carl Sagan.

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: