)

jan 27 2014

Piloto descreve quase colisão com UFO

Panorâmica do aeroporto de Heathrow, nas proximidades do qual um UFO quase colidiu com uma aeronave comercial – CRÉDITO: WIKIPEDIA

Um incidente que ocorreu nas proximidades do aeroporto de Heathrow, próximo a Londres, em 13 de julho de 2013, às 18h53, envolvendo um Airbus A320 que quase colidiu com um UFO nas proximidades do aeroporto de Heathrow, na Inglaterra. O caso somente agora veio a público devido ao término da investigação oficial, que concluiu não ser possível determinar a origem do objeto ou a causa do avistamento.

A companhia aérea e o piloto não foram identificados, mas a reportagem do jornal Telegraph afirma que, tendo o avistamento ocorrido a cerca de 10.000 m de altitude e a 32 km do aeroporto, sobre a região de Berkshire, após consultar especialistas em aviação concluiu que a aeronave não seguia para Heathrow ou acabara de decolar dele. O jornal diz que deveria ser um voo regional, voando entre um aeroporto no interior e outro no continente europeu.

Airbus Comercial – A320

O piloto afirma no relatório que tudo foi muito rápido e que olhando casualmente pelas janelas avistou o UFO, com formato de bola de rugbi ou charuto, de brilho prateado e construção aparentemente metálica. Observou o intruso à sua esquerda e teve a impressão de que iria colidir com sua aeronave. O relatório descreve como não teve tempo sequer de alertar o copiloto, tendo apenas chamado sua atenção por gestos.

TESTEMUNHO DE CREDIBILIDADE

O relatório descreve como o UFO finalmente passou acima do avião, a poucos metros de distância. Depois do fato checaram os intrumentos do A320 e chamaram os controladores aéreos para informar o incidente, mas não foi detectado qualquer sinal do intruso. O UK Airprox Board, grupo que estuda incidentes de grande proximidade de aeronaves no espaço aéreo britânico, tomou à frente na investigação do caso.

O grupo descobriu que não havia outras aeronaves na área, civis ou militares, tampouco balões meteorológicos. Equipes militares de monitoramento por radar não puderam encontrar rastros do objeto. A conclusão foi que não era possível explicar o avistamento, nem determinar a origem do UFO.

O UFO Desk, o departamento do Ministério da Defesa Britânico (MoD), foi fechado em 2009 e alegadamente todos os arquivos sobre UFOs liberados até 2012. Contudo, nesse mesmo ano autoridades do Serviço de Controle de Tráfego Aéreo do país confirmaram que é detectado por mês ao menos um caso de objeto voador que não pode ser explicado.

Um dos consultores dos Arquivos Nacionais britânicos para UFOs é o Dr. David Clarke, de Sheffield Hallam, que é cético quanto a esses objetos, porém comentou o seguinte sobre o caso: “Este avistamento é interessante, porque é detalhado e claro. Estes pilotos não preenchem relatórios por nada. Obviamente há alguma coisa aqui”.

Fonte: Revista Ufo
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário