)

«

»

ago 18 2014

Nikola Tesla, Alegava Comunicação com Seres Inteligentes!

Nikola Tesla conduziu a Humanidade a uma nova era de desenvolvimento tecnológico.
(Clique na imagem para amplia-la)

Nikola Tesla

Nikola Tesla (Nicola Tesla ou Никола Тесла) (Smiljan, Império Austríaco, 10 de Julho de 1856 — Nova Iorque, 7 de Janeiro de 1943) foi um inventor nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica, de etnia sérvia nascido na aldeia de Smiljan, Vojna Krajina, no território da atual Croácia. Era súdito do Império Austríaco por nascimento e mais tarde tornou-se um cidadão estadunidense. Tesla é muitas vezes descrito como um importante cientista e inventor da modernidade, um homem que “espalhou luz sobre a face da Terra”. É mais conhecido pelas suas muitas contribuições revolucionárias no campo do electromagnetismo no fim do século XIX e início do século XX. As patentes de Tesla e o seu trabalho teórico formam as bases dos modernos sistemas de potência eléctrica em corrente alternada (AC), incluindo os sistemas polifásicos de distribuição de energia e o motor AC, com os quais ajudou na introdução da Segunda Revolução Industrial.

Depois da sua demonstração de transmissão sem fios (rádio) em 1894 e após ser o vencedor da “Guerra das Correntes”, tornou-se largamente respeitado como um dos maiores engenheiros eletrotécnicos que trabalhavam nos EUA. Muitos dos seus primeiros trabalhos foram pioneiros na moderna engenharia eletrotécnica e muitas das suas descobertas foram importantes a desbravar caminho para o futuro. Durante este período, nos Estados Unidos, a fama de Tesla rivalizou com a de qualquer outro inventor ou cientista da história e cultura popular, mas devido à sua personalidade excêntrica e às suas afirmações aparentemente bizarras e inacreditáveis sobre possíveis desenvolvimentos científicos, Tesla caiu eventualmente no ostracismo e era visto como um cientista louco. Nunca tendo dado muita atenção às suas finanças, Tesla morreu empobrecido aos 86 anos.

A unidade de SI que mede a densidade do fluxo magnético ou a indução magnética (geralmente conhecida como campo magnético “B”), otesla, foi nomeada em sua honra (na Conférence Générale des Poids et Mesures, Paris, 1960), assim como o efeito Tesla da transmissão sem-fio de energia para aparelhos eletrônicos com energia sem fio, que Tesla demonstrou numa escala menor (lâmpadas eléctricas) já em 1893 e aspirava usar para a transmissão intercontinental de níveis industriais de energia no seu projeto inacabado da Wardenclyffe Tower.

À parte os seus trabalhos em electromagnetismo e engenharia electromecânica, Tesla contribuiu em diferentes medidas para o estabelecimento da robótica, controle remoto, radar e ciência computacional, e para a expansão da balística, física nuclear, e física teórica. Em 1943 o Supremo Tribunal dos Estados Unidos acreditou-o como sendo o inventor do rádio. Muitos das suas realizações foram usadas, com alguma controvérsia, para apoiar várias pseudociências, teorias sobre OVNIs, e as primeiras formas de ocultismo New Age.

Tesla recebeu da Checoslováquia a mais alta ordem do Leão Branco.

Primeiros anos

Cerca de 1879, aos 23 anos.
(Clique na imagem para amplia-la)

Tesla nasceu na aldeia de Smiljan, Império Austríaco, perto da cidade de Gospić, hoje na actual Croácia, filho de pais sérvios ortodoxos.

O seu certificado de batismo registra que nasceu a 9 de Julho de 1856, filho do Padre Milutin Tesla, presbítero da Igreja Ortodoxa, Metropolitanato de Sremski Karlovci, e de Đuka Mandici. A sua origem paterna supõe-se que seja ou de um dos clãs locais na região do vale do Tara ou da nobreza herzegóvina descendente de Pavle Orlović A sua mãe, Đuka Mandici, filha de um padre da Igreja Ortodoxa, era proveniente de uma família aromuna domiciliada em Lika e Banija, mas com raízes profundas no Kosovo . Era talentosa a fazer utensílios domésticos e memorizou muitos poemas épicos, mas nunca aprendeu a ler.

Casa onde nasceu Nikola Tesla e estátua na aldeia de Smiljan, Croácia.
(Clique na imagem para amplia-la)

Nikola foi o quarto de cinco filhos, tendo um irmão mais velho (Dane, que foi morto num acidente equestre quando Nikola tinha cinco anos) e três irmâs (Milka, Angelina e Marica). A família mudou-se para Gospić em 1862. Tesla frequentou a escola em Karlovac, conseguindo fazer quatro anos em apenas três.

Tesla estudou depois engenharia elétrica no Politécnico Austríaco em Graz (1875). Enquanto aí estava, estudou as utilizações da corrente alternada. Algumas fontes referem que recebeu graus de bacharelato da Universidade de Graz. No entanto, a universidade afirma que não recebeu nenhum grau e que não continuou os estudos após o primeiro semestre do terceiro ano, durante o qual deixou de assistir às aulas. Em Dezembro de 1878 deixou Graz e quebrou todas as relações com a sua família. Os amigos pensaram que tinha se afogado no Mura. Foi para Maribor, (atual Eslovénia), onde arranjou um primeiro emprego como engenheiro assistente durante um ano. Sofreu umesgotamento nervoso nesta altura. Tesla foi mais tarde persuadido pelo seu pai a frequentar a Universidade Carolina em Praga, onde estudou na época do Verão de 1880. Foi aqui que foi influenciado por Ernst Mach. No entanto, após a morte do seu pai, deixou a universidade, tendo completado apenas um termo.

Campo magnético rotativo trifásico.
(Clique na imagem para amplia-la)

Tesla dedicou-se a ler muitas obras, memorizando livros inteiros, tendo supostamente uma memória fotográfica. Tesla relatou na sua autobiografia que experienciava momentos pormenorizados de inspiração. Durante o início da sua vida, Tesla foi atingido pela doença recorrentemente. Sofria de uma maleita peculiar na qual clarões de luz que o cegavam apareciam em frente aos seus olhos, muitas vezes acompanhados de alucinações. A maioria das vezes as visões estavam ligadas a uma palavra ou ideia com a qual se deparava; apenas por ouvir o nome de um assunto, involuntariamente o visionava com detalhes realísticos. Os atuais cinestetas reportam sintomas semelhantes. Tesla podia visualizar uma invenção no seu cérebro na sua forma precisa antes de avançar para a fase da construção, uma técnica por vezes conhecida como pensamento visual. Tesla tinha também muitas vezes flashbacks de acontecimentos anteriores da sua vida; isto começou a ocorrer durante a infância.

Em 1880 mudou-se para Budapeste para trabalhar sob a direção de Tivadar Puskás numa companhia de telegrafia, a Companhia Nacional de Telefones. Enquanto aí, conheceu Nebojša Petrović, um jovem inventor sérvio que vivia na Áustria. Embora o encontro de ambos fosse breve, trabalharam em conjunto num projecto que utilizava turbinas gémeas para criar energia continuamente. Quando começaram as comunicações telefónicas em Budapeste em 1881, Tesla tornou-se o electricista-chefe da companhia, e mais tarde engenheiro do primeiro sistema telefónico do país. Desenvolveu também um aparelho que, de acordo com alguns, era um repetidor ou amplificador de telefone, mas que segundo outros poderia ter sido o primeiro altifalante. Nicola Tesla nunca esteve na Sérvia.

França e Estados Unidos

Descarga de Tesla.
(Clique na imagem para amplia-la)

Em 1882 deslocou-se para Paris, França para trabalhar como engenheiro na “Continental Edison Company”, desenhando aperfeiçoamentos em equipamentos eléctricos. Também trabalhou em Lyon.

Tesla mudou-se para os Estados Unidos em 1884, estabelecendo-se em Nova Iorque e tornando-se um assistente do famoso cientista da época Thomas Alva Edison. Após um sério desentendimento com este por não haver recebido um gigantesco bônus prometido por Edison (segundo ele, uma brincadeira) por algumas de suas aplicações, aprimoramentos e descobertas (1886), Tesla perde o emprego e passa por um período difícil, realizando trabalho braçal.

Turbina de Tesla, 1909.
(Clique na imagem para amplia-la)

Em 1887, consegue realizar um contrato com um grande investidor e vende sua patente da corrente alternada para George Westinghouse, que convence o governo americano a adotar o modelo-padrão de corrente alternada como meio mais eficiente para a distribuição de energia elétrica, contrariando interesses de seu antigo empregador Thomas Edison.

Quando viaja pelos Estados Unidos e Europa, a partir de 1891, apresenta novos ensaios científicos, detalhando aplicações insuspeitadas sobre a aplicação da corrente alternada de alta frequência e várias outras descobertas. Desenvolve a partir desse período um conjunto extenso de inventos para produção e uso da eletricidade, como o motor elétrico e registra outra centena de patentes, como o acoplamento de dois circuitos por indução mútua, princípio adotado nos primeiros geradores industriais de ondas hertz, o princípio e metodologia de criar energia (corrente alternada) através de campo magnético rotativo, o motor assíncrono de campo giratório, entre outros.

Inventou também a corrente polifásica, comutadores elétricos e ligação em estrela, novos tipos de geradores e transformadores, comunicação sem fio, a lâmpada fluorescente, controle remoto por rádio e protótipos de transmissão de energia.

Vida pessoal

Milutin Tesla, pai de Nikola.
(Clique na imagem para amplia-la)

Tesla era fluente em muitos idiomas. Além do sérvio, falava ainda sete outras línguas: checo, inglês, francês, alemão, húngaro, italiano e latim.

Tesla pode ter sofrido de transtorno obsessivo-compulsivo, e tinha muitas manias e fobias pouco habituais. Fazia as coisas de acordo com o número três, e era inflexível em relação a ficar em quartos de hotel cujo número era divisível por três. Tesla era também notado por ficar fisicamente revoltado por joalharia, sobretudo brincos de pérola. Era fastidioso acerca da limpeza e higiene, e era, segundo a opinião corrente, misofóbico.

Tesla era obcecado por pombos, encomendando sementes especiais para os pombos que alimentava no Central Park e chegando mesmo a trazer alguns com ele para o seu quarto de hotel. Tesla era um amante de animais, lembrando-se muitas vezes com contentamento dum gato que tinha tido na infância, “O Magnífico Macak.” Tesla nunca se casou. Era celibatário e afirmava que a castidade era muito útil às suas capacidades científicas.23 No entanto, existiram numerosos relatos de mulheres disputando a afeição de Tesla, algumas mesmo loucas de amor por ele. Tesla, embora delicado, reagia de um modo ambivalente a essas mulheres, no sentido romântico.

Tesla, um homem misterioso que alegava ter contatos com seres de outros planetas, e que suas criações eram “lampejos” de um provável gênio que o orientava em suas criações.

Mark Twain no laboratório de Tesla, Primavera de 1894.
(Clique na imagem para amplia-la)

Tesla era sujeito a se alienar e era geralmente murmurado. No entanto, quando realmente participava na vida social, muitas pessoas o referiam de um modo muito positivo e admirador. Robert Underwood Johnson descreveu-o como atingindo uma “distinta doçura, sinceridade, modéstia, refinamento, generosidade, e força.”.

A sua leal secretária, Dorothy Skerrit, escreveu: “o seu sorriso genial e postura nobre sempre evidenciaram o carácter cavalheiresco que estava tão arraigado na sua alma.” Hawthorne, amigo de Tesla, escreveu que “poucas vezes se conhece um cientista ou engenheiro que também seja um poeta, um filósofo, um apreciador de música erudita, um linguista, e um connoisseur de comida e bebida.”

No entanto, Tesla por vezes mostrava traços de crueldade; expressava abertamente a sua repulsa por pessoas obesas, tendo despedido certa vez uma secretária devido ao seu peso. Era também rápido a criticar as roupas dos outros, e em muitas ocasiões ordenou uma subordinada que fosse a casa e mudasse de vestido.

Tesla era largamente conhecido pela sua teatralidade, apresentando as suas inovações e demonstrações ao público de uma forma artística, quase como um mágico. Isto parece não estar de acordo com a sua observada propensão à reclusão; Tesla era uma figura complexa. Recusava-se a seguir as convenções sem a sua bobina Tesla bombardeando electricidade através da sala, apesar da audiência muitas vezes estar aterrorizada, embora assegurasse que era tudo absolutamente seguro.

Na meia idade, Tesla tornou-se um amigo muito próximo de Mark Twain, passando ambos muito tempo juntos no seu laboratório e em outros lugares.

Foto do laboratório de Tesla em Colorado Springs, em 1900.
(Clique na imagem para amplia-la)

Nos seus últimos anos Tesla tornou-se um vegetariano. Num artigo da Century Illustrated Magazine escreveu: “É de certo preferível cultivar vegetais e, penso eu, portanto, que o vegetarianismo é uma alternativa recomendável aos hábitos bárbaros estabelecidos.” Tesla argumentava que é errado comer carne cara quando um número tão elevado de pessoas está à fome; também acreditava que a alimentação vegetal era “superior a isso [carne] tanto no desempenho mecânico como mental”. Também argumentava que o abate dos animais era “imoral e cruel”.

No final da sua vida sofria de sensibilidade extrema à luz, som e outras influências

Legado e honrarias

Tesla não gostava de posar para retratos, fazendo-o somente uma vez para a princesa Vilma Lwoff-Parlaghy. O seu desejo era ter uma estátua executada pelo seu amigo próximo, o escultor croata Ivan Meštrović, que nessa época estava nos Estados Unidos, mas morreu sem que tivesse hipótese de a ver. Meštrović fez um busto de bronze (1952) que se encontra no Museu Nikola Tesla em Belgrado e uma estátua (1955/56) colocada no Instituto Ruđer Bošković em Zagreb. Esta estátua foi deslocada para a Rua Nikola Tesla no centro da cidade de Zagreb no 150º aniversário do nascimento de Tesla, tendo o Instituto Ruđer Bošković recebido um duplicado. Em 1976, uma estátua de bronze de Tesla foi colocada nas cataratas do Niágara, Nova Iorque. uma estátua semelhante foi também erguida na sua cidade natal de Gospić em 1986.

A unidade SI tesla (T) que mede a densidade do fluxo magnético ou indução magnética (geralmente conhecida como campo magnético B) foi nomeada em honra de Tesla na Conférence Générale des Poids et Mesures, Paris em 1960. O Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE) do qual Tesla foi vice-presidente também criou um prémio em homenagem a Tesla. Designado por IEEE Nikola Tesla Award, é atribuído a um indivíduo ou equipe que tenha contribuído de um modo extraordinário para a geração ou utilização de energia eléctrica, e é considerado como o prémio de maior prestígio na área da energia eléctrica. A cratera Tesla no lado mais distante da Lua e o asteroide 2244 Tesla foram também nomeados em sua honra.

Tesla figurou em numerosas notas e moedas de dinar jugoslavo e sérvio. A maior central eléctrica sérvia, a TPP Nikola Tesla, deve o seu nome a Tesla. A 10 de Julho de 2006 o maior aeroporto da Sérvia foi renomeado como Aeroporto Nikola Tesla Belgrado em honra do 150º aniversário do nascimento de Tesla.

A canção “Tesla’s Hotel Room” dos Handsome Family, nos eu álbum de 2006 Last Days of Wonder, é uma descrição ficcional dos últimos anos de Tesla no hotel New Yorker.

O grupo de heavy metal Tesla, que ficou famoso com a sua balada de rock “Love Song”, deve o seu nome a Nikola Tesla, e o seu site de Internet contém um link para a página web de Nikola Tesla.

O famoso compositor-cantor sérvio Željko Joksimović compôs em 2006 a canção instrumental “Nikola Tesla”, na voz de Jelena Tomašević para um filme-documentário na Rádio Televisão da Sérvia. Esta canção foi lançada em 2008 na colecção étnica balcânica “Balkan Routes Vol. 01: Nikola Tesla” que é dedicada a Tesla.

Nos anos após a sua morte, muitas das suas inovações, teorias e alegações têm sido usadas, por vezes de forma forçada e controversa, para apoiar várias teorias excêntricas que não são vistas como científicas. Muito do trabalho próprio de Tesla obedece aos princípios e métodos aceites pela ciência, mas a sua personalidade extravagante e as alegações por vezes pouco realistas, combinadas com o seu gênio inquestionável, tornaram-no uma figura popular entre teóricos excêntricos e seguidores de teorias da conspiração sobre “conhecimento oculto”. Mesmo durante a sua vida, alguns acreditavam que era realmente um ser angélico venusiano enviado à Terra para revelar conhecimento científico à humanidade. Esta crença é mantida hoje em dia pelos seguidores do Nuwaubianismo.

Monumentos

Museu Nikola Tesla em Belgrado, Sérvia.
(Clique na imagem para amplia-la)

Um monumento a Tesla foi construído nas Cataratas do Niágara, Nova Iorque, EUA. Este monumento é uma cópia do monumento que se encontra em frente da Faculdade de Engenharia Electrotécnica da Universidade de Belgrado. Um outro monumento a Tesla, que o representa sobre uma porção de um alternador, foi construído no Queen Victoria Park nas Cataratas do Niágara, Ontario, Canadá.

 O monumento foi inaugurado oficialmente no Domingo, 9 de Julho de 2006 no 150º aniversário do nascimento de Tesla. O monumento foi patrocinado pela Igreja Sérvia de São Jorge, Cataratas do Niágara, e concebida por Les Drysdale de Hamilton, Ontário. O projecto de Drysdale foi o vencedor numa competição internacional. O Aeroporto Internacional de Belgrado chama-se “Aeroporto de Belgrado Nikola Tesla”.

Presença na cultura popular

Nikola Tesla está presente na cultura popular enquanto personagem em livros, filmes, rádio, TV, música, teatro, banda desenhada e jogos de vídeo. A falta de reconhecimento recebida por Tesla durante a vida tornou-o numa figura trágica e inspiradora que se adapta bem à ficção dramática. Tesla tem aparecido sobretudo na ficção científica onde as suas invenções encaixam bem. O impacto das tecnologias inventadas por Nikola Tesla é um tema recorrente em muitos tipos de ficção científica.

É um personagem-chave do filme The Prestige (O Grande Truque no Brasil, O Terceiro Passo em Portugal), onde é interpretado pelo célebre cantor britânico David Bowie.

Nikola Tesla também é citado no jogo eletrônico Fallout 3, lançado originalmente em 2008 para PC, Xbox 360 e Playstation 3 e sua sequencia indireta Fallout: New Vegas, lançado originalmente em 2010 para as mesmas plataformas. No jogo, há livros batizados com o nome de Nikola Tesla, que adicionam experiência em armas de energia ao personagem jogável, e é citado em varios momentos durante o DLC Old World Blues.

Ele também se apareceu na série Sanctuary (2007 – 2011) em que o Nikola Tesla histórico se torna um vampiro como resultado de experiências feitas pelos The Five, grupo que inclui a protagonista da série, a Doutora Helen Magnus (protagonizada por Amanda Tapping. O Tesla da série, interpretado pelo a(c)tor canadiano/canadense Jonathon Young (que já havia interpretado Tesla numa peça teatral), além de grande inventor, é um personagem excêntrico, egoísta, por vezes malévolo, sempre rude para com os que considera serem seus inferiores intelectualmente apesar da reconciliação com Henry Foss (protagonizado por seu compatriota o a(c)torRyan Robbins) na 4ª e última temporada da série. E apaixonado por Magnus.

Assinatura de Nikola Tesla.
(Clique na imagem para amplia-la)

Veja o Vídeo Abaixo sobre Nikola Tesla:

               

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Editado por: Arquivo X do Brasil. 
1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Elias Bonassar Neto

    Nicolas Tesla: descobriu a força da eletricidade alternada sem uso de fios, o controle remoto etc. o canhão raio da morte, que caiu na Rússia em Tolunka.

    1. JLT

      Desculpe-me Elias, mas não entendi o o que você quis dizer em “que caiu na Rússia em Tolunka”, pode ser mais claro? Abraços

      1. Elias Bonassar Neto

        Amigo, foi com prazer em que eu vi;
        o seu comentário em não entender o que minha escrita a respeito do Nicolas Tesla:
        Aceito de bom grado!
        “Evento de Tunguska , foi uma queda de algo energia objeto celeste, que aconteceu em uma região da SIBÉRIA próxima ao rio Podkamennaya.
        Tunguska, em 30 de junho de 1908 .
        Estima-se que a energia da explosão está entre 5 Megatons. Sendo igual a 1000( mil ) vezes a bomba atômica lançada em Hiroshima em 1945.

        Então foi na data em que Nicolas tesla testou seu Raio da Morte., e nunca mais fez.

        Será o esse o mistério?

        Obrigado pela atenção!

        1. akismet-9fd6c76466fa6e544bea6257477549bdJorge

          Verdade Elias, não tinha me dado conta,

          Raio da Morte de Tesla: Oliver Nichelson sugeriu que a explosão poderia ter sido resultado de um experimento de Nikola Tesla na Wardenclyffe Tower, realizado durante a expedição de Robert Peary ao polo norte, denominado o “Raio da Morte”. Não existe, no entanto, nenhuma evidência de que Tesla tenha produzido uma arma capaz de produzir a devastação observada.

          Abraços

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: