)

out 29 2016

Tratado de Greada: O Encontro do ex-presidente americano Dwight Eisenhower com os Extraterrestres de aparência Humana no ano de 1954

O Encontro do ex-presidente americano Dwight Eisenhower com os Extraterrestres.
(Clique na imagem para amplia-la)

O Encontro do ex-presidente americano Dwight Eisenhower com os Extraterrestres de aparência Humana no ano de 1954 – Parte I Em 1954, durante a presidência de Dwight Eisenhower nos Estados Unidos, um evento extraordinário e ao mesmo tempo, altamente encoberto pelo governo americano, aconteceu em uma base aérea militar americana chamada Edwards Air Force Base localizada no estado da California, também conhecida no passado como Muroc Airfield. O então presidente Eisenhower teve um encontro, devidamente organizado, com uma delegação de seres extraterrestres que possuíam uma extraordinária semelhança humana, tamanha era a semelhança que esses seres foram apropriadamente apelidados de “Nórdicos”, por eles se parecerem muito com os povos dos países escandinavos da Terra.

Os Ets “Nórdicos” tinham em media dois metros de altura, cabelos loiros, olhos azuis, pele branca, traços faciais bem delineados e finos, e uma compostura física super atlética. Este evento pode ser facilmente considerado como um dos mais importantes acontecimentos da história da humanidade. Um contato físico com seres extraterrestres humanos na Base Aérea Edwards e o começo de uma série de encontros com diferentes tipos de raças extraterrestres que culminou em um “tratado” que foi eventualmente assinado mudando o curso da humanidade da pior maneira possível.

Além do Presidente Eisenhower, vários outros oficiais da Terra estiveram presentes durante esse encontro com os Extraterrestres humanos. Doutor Edwin Nourse (1883-1974) foi o primeiro presidente da ordem de conselheiros econômicos do Presidente Eisenhower, e foi conselheiro econômico chefe do Presidente Truman, antecessor de Eisenhower. Dr. Nourse se aposentou oficialmente in 1953 e foi certamente uma ótima escolha para dar conselhos de ordem econômica para a administração do Presidente Eisenhower na época. Dr. Nourse esteve presente nessa reunião, e sua presença foi devido ao fato de ele poder fornecer sua perícia no possível impacto econômico desse primeiro contato com seres extraterrestres. Outro individuo presente foi o Bispo MacIntyre. Cardeal James Francis MacIntyre era o bispo e chefe da Igreja Católica em Los Angeles (1948-1970) e foi um importante indicador para uma possível reação de líderes religiosos de uma maneira geral, e especialmente da mais influente e poderosa instituição religiosa do planeta – A Igreja Católica Romana. O Cardeal McIntyre foi uma ótima escolha para ser o representante do Vaticano, pois ele foi apontado o primeiro Cardeal do oeste dos Estados Unidos pelo Papa Pio XII em 1952.

Toda correspondência do Cardeal McIntyre se encontra restrita a pesquisadores, daí se tornando impossível confirmar qual impacto a visita extraterrestre a Base Aérea Edwards teve no cardeal e o que ele comunicou aos outros líderes da Igreja e ao Vaticano. O Cardeal tinha posição e autoridade suficiente para representar a Igreja Católica e a comunidade religiosa numa delegação de líderes da comunidade. Um outro atendente a este incrível encontro foi Franklin Winthrop Allen, um ex-repórter do Hearst Newspapers Group. Allen tinha 80 anos de idade na época, autor de um livro instruindo repórteres em como lidar com comitês de audiência em congressos. Ele foi considerado uma boa escolha para um membro da imprensa que poderia manter alto nível de confidencialidade.

Cardeal McIntyre.
(Clique na imagem para amplia-la)

Houve vários outros encontros com diferentes tipos de extraterrestres e o governo americano, mas neste artigo, iremos nos concentrar no encontro que os americanos tiveram com os extraterrestres de aparência humana, chamados de “Nórdicos”. Um ponto significativo sobre esse encontro foi o fato de que os extraterrestres se recusaram em engajar em qualquer tipo de “trocas de tecnologia”, como foi proposto pelo governo americano. “Tal proposta deve ter soado extremamente estúpida diante da delegação Nórdica”, uma vez que o governo americano com sua tecnologia primitiva não tinha realmente nada a oferecer a essa raça de visitantes do espaço extremamente avançada tecnologicamente e espiritualmente.

Ao contrario, os Ets queriam ajudar com o desenvolvimento espiritual e maturidade humana no planeta Terra, e em troca eles exigiram sutilmente que todo o arsenal nuclear americano e eventualmente do mundo fosse desativado e destruído. Os “Nórdicos” também ofereceram ajuda para lidar com os extraterrestres regressivos que estavam orbitando a região equatoriana na época. Outra razão para os visitantes extraterrestres não entrarem em troca de tecnologia com os americanos, foi fato dos terráqueos não apresentarem maturidade suficiente para lidar com tal tecnologia. Os Ets chegaram a mencionar aos líderes americanos que eles provavelmente iriam usar a avançada tecnologia para criar mais armas e basicamente destruiríam a sí próprios assim como também o planeta.

Os “Nórdicos” chegaram a declarar que os humanos da terra se encontram num caminho de autodestruição e que deveriam parar de matar uns aos outros, parar de poluir o planeta Terra, parar de abusar dos recursos naturais que o planeta nos oferece, e que deveríamos aprender a viver em harmonia.

O Presidente Eisenhower obviamente não concordou com a proposta dos visitantes estelares. Ainda que, entre alguns oficiais presentes, tivesse havido grande concordância com a proposta, alguns chegaram até a sugerir que talvez fosse uma boa idéia seguir os conselhos oferecidos e tentar mudar o estilo de vida da sociedade humana da Terra. A decisão final, no entanto, foi a de não consentir com os extraterrestres, uma vez que os mesmos se recusaram a conceder sua tecnologia avançada ao governo americano.

Percebendo que estavam lidando com formas de vida semi-inteligentes, os extraterrestres agradeceram ao Presidente americano e a seus oficiais pelo tempo concedido a reunião, embarcaram em suas incríveis naves espaciais e partiram decididamente a não tentar mais nenhum tipo de contato com os americanos.

Algum tempo depois, houve uma segunda tentativa por parte do governo americano para estabelecer novamente contato com os “Nórdicos”, mas esse segundo contato foi astutamente cancelado pelos extraterrestres depois que eles interceptaram uma energia de pensamento, usando equipamento de tecnologia sofisticada para captar sinais de pensamentos provenientes da Terra. Tais sinais de pensamento descreviam um plano organizado pelos americanos, para simular um segundo encontro, onde os extraterrestres seriam assassinados friamente e suas naves seriam capturadas e levadas para um local secreto onde poderiam ser estudadas, numa tentativa fútil, para se obter tecnologias extraterrestres do governo americano. Um outro fato interessante e que vale a pena ser mencionado nesse artigo, foi que nesse primeiro encontro com os extraterrestres, devidamente filmado pelo governo americano, as câmeras operadas através de eletricidade não funcionavam na presença dos extraterrestres e tiveram que ser substituídas por câmeras de operação manual. Talvez isso tenha sido atribuído ao alto estado de energia e freqüência vibracional que os seres extraterrestres pareciam apresentar o tempo todo.

Outro interessante aspecto desses seres fenomenais foi a impressão que eles deram aos oficiais americanos de estarem se comunicando entre si durante o encontro, ou seja, fazendo uso do que chamamos de telepatia. Podemos apenas imaginar como os americanos, geralmente super arrogantes em suas maneiras, devem ter se sentido na presença de seres tão fantásticos como esses. Quanto ao paradeiro do filme, provavelmente se encontra em alguma instalação subterrânea americana guardada debaixo de sete chaves. Acho que não preciso nem mencionar que o publico em geral NUNCA irá ter o prazer de ver esse filme, cortesia do seu American Government (Governo Americano).

Em vista de fatos incríveis como esses, não podemos deixar de imaginar onde a Humanidade terrestre estaria hoje se o resultado desse encontro com os Nórdicos tivesse sido diferente. À medida que nós, humanos da terra, fossemos progredindo espiritualmente e nos tornando responsáveis diante dos olhos dos nossos irmãos das estrelas, eles com certeza não hesitariam em compartilhar conosco todas as suas maravilhas tecnológicas e ciência.

Seria apenas uma questão de tempo até sermos recompensados de todas as formas por termos acatado com humildade o conselho que nos foi dado pelos Ets visando apenas nosso progresso, e nunca nosso prejuízo. Os benefícios de ter nossos irmãos das estrelas nos ajudando a nos tornarmos seres humanos melhores são muitos para querermos descrevê-los aqui. Mas é realmente uma pena que o ganancioso faminto por poder e espiritualmente primitivo Governo Americano nunca entenderá que a sua própria busca por poder e dominação mundial os faz cegos e escravos de suas próprias ações contra a humanidade. Se os americanos tivessem feito e escolha certa quando tiveram a oportunidade, estaríamos hoje vivendo numa sociedade completamente diferente e livre de fome, doença, guerra, ganância, dinheiro, inveja e todos os outros sentimentos negativos que nos assombram atualmente.

Como foi descrito na primeira parte deste artigo, o encontro do presidente Eisenhower com os extraterrestres de aparência humana não teve êxito devido à recusa por parte dos extraterrestres de engajar em troca de tecnologia, o que realmente não faz o menor sentido para os extraterrestres. Tal situação seria o equivalente ao homem terrestre moderno voltar no tempo da idade da pedra e encontrar com homens pré-históricos, os quais proporiam ao homem moderno uma troca de tecnologia, tipo trocar um revolver automático por uma clava. Simplesmente patético! Imaginem um homem pré-histórico com um revolver na mão? seria o equivalente aos americanos com tecnologia extraterrestre em mãos. Outro fator determinante no fracasso do encontro foi a insistência dos ETs sobre o desarmamento nuclear e a relutância do governo americano em não aceitar tal condição.

Militares conduzindo o encontro.
(Clique na imagem para amplia-la)

Em 1953, astrônomos americanos descobriram enormes objetos no espaço os quais estavam se movendo em direção a terra. Inicialmente eles pensaram que tais objetos fossem grandes asteroides. Evidencias posteriores provaram que os objetos eram enormes naves espaciais, essas naves eram naves-mães pertencentes aos extraterrestres conhecidos como Grays. Os Grays eram exatamente os seres aos quais os extraterrestres humanos se referiram quando ofereceram ajuda aos Estados Unidos para se livrarem da ameaça Gray. Quando essas naves-mães chegaram na Terra elas ficaram orbitando a região equatoriana a uma altitude super elevada. Havia varias naves enormes, e a intenção delas era ate então desconhecida. O governo americano prontamente estabeleceu contato usando a linguagem binária de computadores e conseguiu agendar uma aterrissagem que resultou em contato cara a cara com seres alienígenas de outro planeta. Esses seres NÃO eram humanos.

Pouco tempo mais tarde, em 1954, uma raça de alienígenas Grays que estava na orbita da Terra aterrizou na base da forca aérea americana Holloman (Holloman Air Force Base). Um acordo foi então feito entre os alienígenas e o governo americano. Esta raça se indentificou como sendo oriunda de um planeta perto de uma estrela vermelha na constelação de Orion a qual chamamos na Terra de Betelgeuse. Eles informaram que seu planeta estava morrendo e que em um futuro ainda desconhecido eles não poderiam mais sobreviver naquele planeta. O encontro na Base da Forca Aerea de Holloman no Novo Mexico foi um lugar de subseqüentes encontros com os mesmos seres extraterrestres que eventualmente assinaram o Tratado de 1954 com o governo dos Estados Unidos da America. O Tratado estipulava que os alienígenas não interfeririam em negócios humanos e os humanos, por sua vez, não interfeririam em negócios alienígenas.

O governo americano manteria a presença alienígena na Terra em segredo. Os Grays proveriam tecnologia avançada aos americanos e ainda os ajudariam em seu desenvolvimento tecnológico (o que não era a verdadeira intenção dos Grays). De acordo com o Tratado, os Grays não poderiam fazer nenhum tratado com nenhuma outra nação da Terra. Foi estabelecido que os Grays poderiam abduzir periodicamente um numero limitado de seres humanos para propósitos médicos de examinação e monitoramento do nosso desenvolvimento, mais uma mentira! O governo americano literalmente vendeu seus próprios cidadãos para uma raça alienígena em troca de tecnologia, com a estipulação de que os humanos não fossem feridos, fossem retornados ao lugar de origem onde aconteceu a abdução, sem memória do evento ocorrido, e com a condição de que a nação alienígena fornecesse regularmente ao governo americano uma lista de todos os contatos e abduções humanas. Seria uma idéia simplesmente patética, achar que seres alienígenas com agendas regressivas iriam mesmo seguir tais instruções. Diante deste cenário, em 1954, sob a administração de Eisenhower, o governo federal decidiu ignorar a Constituição dos Estados Unidos e formar um tratado com entidades alienígenas. A esse tratado foi dado o nome de “O Tratado de Greada de 1954”, o qual basicamente estipulava que os ETs envolvidos poderiam abduzir gado e testar técnicas de implantes em seres humanos, mas para isso os ETs teriam que dar informação detalhada sobre as pessoas envolvidas nas abduções.

O que sabemos sobre os extraterrestres conhecidos como Grays? A natureza dos Grays, especialmente os de Zeta Reticuli, é muito estranha. Eles são extremamente curiosos sobre todos os aspectos da existência, altamente analíticos, veneradores da tecnologia e são completamente desprovidos de emoção e sentimentos característicos dos seres humanos.

Grays vêem seres humanos do mesmo jeito que um fazendeiro vê seu gado, ou seja, como uma raça inferior. Os Grays não eram confiáveis! Em 1955 se tornou obvio que eles haviam enganado Eisenhower e quebrado as regras do Tratado. Os Estados Unidos receberam muito menos do que a tecnologia que os Grays haviam prometido, e descobriram que as abduções excediam em torno de milhões do que havia sido previamente combinado. Os alienígenas não estavam submetendo nenhum tipo de lista de seres humanos abduzidos, e alem disso, nem todos os humanos abduzidos estavam sendo retornados. Alias, abduções ocorrem ate hoje por todo território americano com pelo menos 10% da população. Estes cidadãos são levados de suas casas e retornados dentro de 45 minutos a 1 hora mais tarde completamente mutilados – anus, reto e órgãos genitais removidos, olhos retirados da orbita ocular e corpos completamente drenados de sangue. Em todos os casos parece que as mutilações ocorrem com a pessoa ainda viva e consciente. Cientistas americanos especulam que os “especimens” têm que estar vivos para as amostras valerem alguma coisa. Um fato que vale a pena lembrar é que os Grays são aquelas entidades das quais os benevolentes ETs humanos haviam alertado o governo americano durante o encontro com Presidente Eisenhower. A associação com entidades regressivas como os Grays, os quais estão a milhares de anos a nossa frente tecnologicamente, e o fato de eles não terem a menor simpatia ou consideração pela vida humana, sendo assim capazes de nos causar grandes danos, se torna um problema serissimo e com conseqüências avassaladoras para a raça humana da Terra. O governo dos Estados Unidos com sua interminável ganância por poder entregou a soberania do nosso planeta e a liberdade dos cidadãos a esses seres regressivos, que nos vêem meramente como ratos de laboratório, para eles usarem como bem entender no melhoramento de sua própria raça. A decisão de não ouvir os conselhos que nossos benevolentes extraterrestres humanos nos deram, foi uma enorme estupidez.

O Tratado que foi assinado com os Grays foi basicamente um certificado de escravidão da raça humana da Terra, devidamente assinado pelo governo dos Estados Unidos da América, que por ironia se autodenomina a “terra da liberdade”. A raça humana da Terra se encontra sujeita ao controle dos Grays em todos os aspectos, e se você tiver duvidas sobre isso, apenas imagine que se os Estados Unidos, a nação mais poderosa da Terra, se encontra totalmente vulnerável aos Grays, o que isso significa para você como ser humano sujeito as regras de tal governo?

Este artigo é apenas a ponta de um enorme iceberg, os problemas e perigos que esta aliança entre Grays e Estados Unidos trouxeram para a humanidade são muito profundos. Existem muito mais fatos relacionados a essa perigosa aliança, existe uma hierarquia de espécies alienígenas onde os Grays ocupam o degrau mais baixo. Aparentemente eles são submissos a uma ordem se seres super avançados tecnologicamente, os Reptilianos.

Os Reptilianos são conhecidos como os “Guerreiros da Galáxia”, e sua aparência realmente causa terror, são simplesmente grotescos. Segundo testemunhas, os reptilianos têm em media de 2.50m a 3.50 m de altura, possuem corpos musculosos e pele escamosa parecida como a da barriga de um crocodilo, geralmente de coloração verde/marrom. Esses descendentes dos dinossauros possuem olhos grandes com uma pupila vertical, no final de seus dedos existem unhas/garras de mais ou menos 10 a 15 cm de comprimento. Alem de possuírem poderes mentais extremamente aguçados os reptilianos também possuem tecnologia altamente avançada que ultrapassa a nossa tecnologia atual por milhões de anos. Os Reptilianos aparentemente são muito ativos no que tange ao controle das elites humanas, instituições e sistemas financeiros; promovendo militarismo, criando um clima de escassez, luta, dificuldade e insegurança, explorando seres humanos e manipulando os Grays. As atividades reptilianas contribuem para problemas globais como: riqueza concentrada, corrupção de elites e instituições, violência religiosa e étnica, violação de direitos humanos, cultivo de violência e terrorismo, prostituição, trafico de drogas e crime organizado. Os reptilianos estão profundamente infiltrados no governo secreto americano e provavelmente são os responsáveis diretos por todas as guerras e sofrimento que a humanidade tem passado ate hoje.

Eventualmente voltaremos a falar mais sobre a Agenda Reptiliana. O propósito deste artigo por agora é expor a fria verdade sobre a infiltração extraterrestre na Terra e a conspiração para manter a humanidade acorrentada. O objetivo é conseguir fazer com que as pessoas abram suas mentes para uma realidade que não parece tão animadora diante do que acontece por trás das cortinas. Desta forma, adotando uma postura mais esclarecida, a humanidade estará apta a lidar melhor com todos os aspectos que uma influencia extraterrestre regressiva desta magnitude pode nos causar. A menos que os governos da Terra passem por uma mudança completa, especialmente na maneira de tratar seus cidadãos e o próprio planeta, a raça humana terrestre não somente continuará a ser escravizada e submissa a uma raça alienígena regressiva e mais avançada tecnologicamente, mas também provavelmente se tornará extinta devido às guerras e a destruição do nosso planeta Terra.

Vídeo: O Tratado de Greada.

Fonte: O Arquivo, Alexandre Frazão
Editado por: Arquivo X do Brasil

1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário