)

«

»

dez 26 2016

A Face em Marte, encontrada em 1976, é real, de acordo com 3 ex-cientistas da NASA!

Em 1976, os Estados Unidos enviaram um par de sondas até Marte, conhecidas como Viking 1 e 2.

Viking 1 foi lançada em 20 de agosto de 1975, e a Viking 2 foi lançada em setembro do mesmo ano. Ambas as sondas fotografaram a superfície de Marte a partir de suas órbitas, e uma delas estudou o planeta na superfície.

Viking 1 foi lançada em 20 de agosto de 1975, e a Viking 2 foi lançada em setembro do mesmo ano. Ambas as sondas fotografaram a superfície de Marte a partir de suas órbitas, e uma delas estudou o planeta na superfície.

Imagens da Face de Cydonia.
(Clique na imagem para amplia-la)
 

 

A primeira pousou em Marte em 20 de julho de 1976, e a segunda um par de meses mais tarde.

Os objetivos principais da missão eram obter imagens de alta resolução de Marte, procurar por qualquer evidência de vida, e aprender mais sobre a estrutura e composição da atmosfera.

Enquanto orbitava Marte, a Viking 1 avistou algo similar à uma face humana numa região chamada Cydonia Mensae.  

Uma enorme cabeça, com quase 3,2 km de uma ponta à outra, que parecia estar olhando de volta para as câmeras da sonda. Um estrutura piramidal também foi vista.

A Face Gigante e as pirâmides em Marte

Foto original tirada pela sonda Viking.
(Clique na imagem para amplia-la)

Acima, você vê a foto original tirada pela sonda Viking, a qual, como você pode imaginar, deu muito o que falar quando foi mostrada. À esquerda, você pode ver uma ampliação da face.

Na texto original da foto a NASA descreve a imagem como sendo uma “enorme formação rochosa… que lembra uma cabeça humana… formada por sombras para dar a ilusão de olhos, nariz e boca.”

Os autores pensaram se tratar de uma boa maneira de “engajar o público e atrair a atenção para Marte.”

Bem, de acordo com várias pessoas com históricos expressivos que trabalharam na NASA, este não é o caso, e a NASA mentiu sobre as imagens e os dados coletados, bem como modificou os dados e imagens. Com base nesses testemunhos, entre outros, a intenção das fotos mostradas em 1998 e 2001 foi a de desmentir rumores e dar um basta no assunto.

Os cientistas

  1. Dr. Brandenburg

A foto abaixo, que inclui a pirâmide, foi obtida de uma palestra dada pelo Dr. John Brandenburg (na marca de 26h46).

Cydonia, segundo Dr. John Brandenburg.
(Clique na imagem para amplia-la)

Qualquer cientista que publicamente compartilha informações que desafiam o sistema de crenças implantado , bem como o que é apresentado pela imprensa corporativa, sempre será ridicularizado.

Mas, quando você trabalhou em tecnologias de plasma espacial, fusão nuclear e propulsão espacial avançada, e inventou o sistemas de propulsão espacial à plasma Termo-Elétrico de Microondas, usando água como propelente, você merece ser tratado com seriedade.

Este é o caso do Dr. John Brandenburg. Ele também trabalhou para o governo em vários projetos com acesso ultra secreto.

O Dr. Brandenburg possui um enorme histórico em vários projetos científicos e foi vice-gerente para a Missão Clementine à Lua, que fez parte de um projeto da Organização de Defesa com Mísseis Balísticos e a NASA. Essa missão descobriu água nos polos da Lua em 1994.

Atualmente, ele trabalho como consultor para a Morningstar Applied Physics e também como instrutor de astronomia, física e matemática na Faculdade Madison,  e outras instituições na cidade de Madison, estado do Wisconsin.

Veja o que ele tem a dizer:

Alguém reclamou para mim, John, por que você tem que trazer Cydonia para este assunto?  E eu disse, ‘porque eu posso ler um mapa… Aqui é o que tem na Cydonia Mensae. Lá está a face de Marte, e a pirâmide D & M… Aqui está a segunda foto; esta foi tirada em 25 de julho, esta foi tirada 30 dias mais tarde; aparentemente o governo estava fazendo maiores investigações.

As duas fotos (acima à sua esquerda) lhe dizem tudo que você precisa saber sobre o que tem na Cydonia Mensae (região de Marte).

Se você vê num planeta que era como a Terra, uma face humana esculpida e uma pirâmide a 5 km dali… não é necessário um cientista de foguete para deduzir o que tudo isto significa, pois você pode ligar os pontos…

Quero dizer alguma vezes, e posso lhe dizer como cientista, e tenho visto outros cientistas fazerem isto, se você estiver encurralado, você está tentando se livrar, você mostra a foto de um búfalo e diz que é um cão.

 

  1. Dr Brain O’Leary

O Dr. Brian O’Leary foi um astronauta da NASA, e membro de um grupo de seis astronautas selecionados pela NASA em 1967.  Após, ele foi recrutado por Carl Sagan para lecionar na Universidade Cornell no final da década de 1960, onde pesquisou e palestrou no Departamento de Astronomia e Física.

Após Cornell, ele lecionou física, astronomia e avaliação de normas das ciências em várias instituições acadêmicas, inclusive na Universidade da Califórnia em Berkely, Faculdade Hampshire, terminando na Universidade Princeton de 1976 a 1981.

Após, ele foi para Washington, onde se tornou conselheiro de vários líderes políticos, candidatos presidenciais e do Congresso dos Estados Unidos.

O’Leary também foi membro da Associação para o Avanço da Ciência, bem como secretário para a Seção de Planetologia da União Geofísica Americana.

Além disse, ele foi líder de equipe do Grupo de Recursos Asteroidais para Assentamentos Espaciais da NASA, além de outras iniciativas.

O’Leary sempre foi cético sobre Marte, e há vários outros dentro de seus círculos que também são. Vamos focar em três.

Ele teve algumas coisas interessantes a dizer durante uma entrevista ao vivo com Kerry Cassidy, do Projeto Camelot (veja aqui e leia e transcrição em inglês aqui).  O’Leary e Carl Sagan foram muito próximos por alguns anos, mas tiveram um desacordo quando O’Leary decidiu deixar Cornell.

Na entrevista, ele disse:

“Foi… um dia muito frio e com neve em maio, eu pousei em Syracuse, e havia uma nevasca ‘horizontal’ – em maio – e eu disse: ‘Chega de morar na parte norte do estado de Nova Iorque. E Carl pensou que isso era muito supérfluo. Porque, é claro, ele era o tipo do cara que construía impérios, e ele também tinha um ego enorme.”

Após ter saído, O’Leary começou a examinar o trabalho de Sagan. Ele disse que a famosa “Face” na Cydonia, em Marte – fotografada pela Viking em 1975 – foi modificada por Sagan antes de ser liberada ao público:

É muito, muito desapontador para mim, porque não somente Carl estava errado, ele também modificou os dados. Ele publicou a foto da ‘Face’ naRevista Parade, um artigo popular, dizendo que a ‘Face’ era somente uma formação natural, mas ele mexeu na foto para fazer com que não parecesse com uma face.

Nessa época, Sagan e O’Leary eram os dois maiores especialistas sobre Marte, e eles entraram em muitos desacordos a respeito da face. Este desacordo ficou claro na publicação de O’Leary, em 1988, “Carl Sagan e Eu: Em Lados Opostos de Marte”.

Em maio de 1990, O’Leary liberou um trabalho intitulado “Analysis of Images of the Face on Mars and Possible Intelligent Origin” (Análise das Imagens da Face em Marte e a Possível Origem Inteligente), o que acabou demonstrando ainda mais seu ceticismo. Ele foi publicado no Journal of the British Interplanetary Society, Vol.43 No.5.

O’Leary também declarou:

Comecei a perceber, diretamente do ponto de vista científico e não somente de boatos, que este homem estava conspirando com a NASA, que poderia ter havido mais disso antes… Carl estava no comitê com um número de pessoas notáveis.

Houve um relatório emitido pela Instituição Brookings em 1961 – e isso era sobre quando eu conheci Carl, durante aqueles anos a década de 60 pela maior parte, quando trabalhei próximo a ele – que ele e este grupo disseram; ‘Bem, se qualquer ET aparecer na Terra, isto tem que ser acobertado.  Essa é a única maneira que seremos capazes de gerenciar isto, porque se não pudermos, então seria um enorme choque cultural.

Na entrevista ele ainda diz que Carl e seus colegas recomendaram que os governos acobertem o fenômeno dos OVNIs, e que ele acredita que isso forneceria uma justificativa para o acobertamento contínuo.

Quando se trata de Marte, como mencionado anteriormente no artigo, Sagam foi um grande opositor da face, publicando múltiplos trabalhos declarando que não se tratava de uma face, não havia pirâmides, e que estas são todas coisas de teorias da conspiração.

O interessante é que não somente O’Leary menciona Sagan e seu relacionamento com ele, mas também o faz o Dr. John Brandenburg.

Na palestra que ele ministrou, Brandenburg também menciona que ele esteve em contato com Sagan, que ele enviou as imagens de Marte a Sagan com uma análise da Face e das pirâmides, e que estava claro que é bem isto que este objetos eram.

A resposta de Sagan para Brandenburg? “Nunca as recebi.”

  1. Dr. Norman Bergrun

Um engenheiro mecânico, o Dr. Bergrun trabalhou para o Laboratório de Pequisas Ames, o NACA (National Advisory Commitee for Aeronautics), e para a Lockheed Missiles e Space Company, agora conhecida como Lockheed Martin.

Ele acabou fundando a Bergrun Engineering e Research. Obviamente, ele é outro indivíduo qualificado com um histórico impressionante. Você pode ver suas publicações para a NASA, onde ele trabalhou por mais de uma década, aqui.

Nesta entrevista, Bergrun acusa a agência de alterar as fotos e mexer com os dados, bem como com a face que foi encontrada em Marte, em 1976.

A Face e a “Cidade das Pirâmides”, Viking 1 – 25 de julho de 1976. Crédito: NASA.
(Clique na imagem para amplia-la)

O que isto nos diz e por que é importante?

Vivemos numa idade onde mais e mais pessoas estão acordando para os segredos que assolam nosso planeta.

Há dez anos, se você mencionasse que estamos sendo ‘vigiados’ por vários meios de alta tecnologia, seria algo inacreditável, mas graças às pessoas como Edward Snowden, sabemos que isto é verdade.

É uma infelicidade perceber que tantos fatos sobre o nosso mundo estão sendo escondidos de nós, supostamente em nome da ‘segurança nacional’, mas é muito evidente que há também interesses especiais em jogo, e o segredo é usado para preservar e manter estes interesses, seja lá o que forem.

Hoje temos muitos delatores com credenciais verificadas, de várias agências do governo, os quais estão abrindo a boca sobre vários tópicos diferentes, bem como outras evidências para corroborar e dar respaldo àquilo que eles estão dizendo.

Embora os testemunhos nem sempre podem ser considerados credíveis, quando você tem mais de mil pessoas qualificadas se manifestando, torna-se difícil ignorar o assunto.

Hoje é importante manter uma mente aberta, porque a informação que ameaça os sistemas de crença de muitas pessoas continuará emergindo.

Frequentemente perdemos quaisquer chances de até mesmo considerarmos este tipo de informação, e isto ocorre devido ao medo. Quando você está blindado da verdade por muito tempo, pode ser realmente assustador acordar para a verdade, e alguma vezes até inacreditável

O segredo é uma ótima forma estabelecida para nos manter controlados e prevenir a humanidade de crescer, expandir e explorar; mas nossa consciência está mudando.  Estamos nos tornando mais cientes, mais curiosos e mais apaixonados sobre criarmos uma melhor experiência humana para toda nossa raça.

Constantemente somos distraídos com nossas próprias vidas, tentando colocar comida em nossas mesas e fazer isto mês após mês, tendo nossas mentes, pensamentos e vontades programadas em nossos cérebros, através de marketing em massa. Mas muitas pessoas não mais estão ressonantes com este tipo de experiência humana.

Chegou a hora de começarmos a perguntar grandes questões. Chegou a hora da raça humana deixar sua infância e crescer para nos tornarmos adultos, e a transparência é o grande passo.

Progresso não pode ser feito se a civilização tenta ir em frente cegamente, sem consciência da verdadeira natureza da realidade.

Vídeo: Planeta Marte e o Misterioso Geoglifo Alienígena de Cydonia.


 

Fonte: n3m3, humansarefree 

Editado por: Arquivo x do brasil

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: