)

«

»

jan 15 2017

O caso do disco voador na Fazenda Padrão

Célio explicando que tentou interagir com o Ovni.
(Clique na Imagem para Amplia-la)

Na noite da quinta-feira 23 de novembro de 2006, às 22h40, Célio Paulino Duarte, empregado da Fazenda Padrão, distante seis km de Chapadão do Sul, retornava da cidade quando foi surpreendido por luzes estranhas.

Na estrada da fazenda, a um km da sua casa, vindo da parte alta da propriedade para a parte baixa, onde funciona a pecuária, viu duas luzes gigantes à esquerda e à direita do seu caminho.

As luzes locomoveram-se rapidamente da cascalheira no alto em direção à sua casa, mais embaixo. Quando chegou ao retiro da pecuária as luzes lá estavam, uma sobre o aprisco das ovelhas, e a outra mais adiante num banhado.

Acordou o companheiro Reinaldo Naves Rezende para também ver o fenômeno. Pensou que se contasse no outro dia o ocorrido, sem testemunha, iria passar por mentiroso ou louco.
Os dois vaqueiros de motocicleta tentaram aproximar-se das luzes, muito fortes e com pisca-pisca vermelho nas laterais. Nesse momento o facho iluminado afastou-se para o outro lado do varjão, onde não pôde ser alcançado.

Media a enorme luz 50 metros de diâmetro e os dois focos foram observados desde a primeira percepção de Célio por 30 minutos. Não faziam ruído algum e nem deixaram marcas no solo.

Célio Paulino Duarte tinha 35 anos e mora na Fazenda Padrão há 7 anos. Reinaldo Naves Rezende tinha 32 anos e trabalha na fazenda há 6 meses. Ambos eram empregados de confiança da família Buschmann, proprietária da fazenda.

Às duas horas da madrugada outro fato estranho aconteceu. Soaram os alarmes nos barracões da fazenda. Vistoriados pelos vigias nada se percebeu. Chapadão do Sul passa por uma onda de roubos em fazendas, mas o fato de ter o alarme tocado seguidamente por nove vezes soou como alguma coisa diferente acontecida no local.

Não é a primeira vez que OVNI, Objeto Voador Não Identificado, é visto na região. Há alguns anos um aparelho em forma de grande cilindro foi relatado como visto pelos funcionários do Posto Fiscal localizado na divisa de Goiás com Mato Grosso do Sul, nas proximidades do Pouso Frio, a 30 km da sede do município.

Veja a entrevista dos funcionários da Fazenda Padrão:

Fonte: Internet
Editado por: Arquivo X do Brasil

1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: