)

maio 03 2017

Enoque: Imagens da Nasa confirmam que “Enoque visitou Júpiter”.

Enoque no paraíso

Enoque no paraíso, o elo perdido entre a Ciência e a Bíblia. A prova da existência de alienígenas e o planeta Marte e Júpiter. Os alienígenas existem, eles estão chegando! O Livro de Enoque. Relato da primeira viagem.

O Livro de Enoque descreveu as características do planeta Júpiter e dos demais planetas do Sistema solar há mais de 6 mil anos atrás!

Livro de Enoque.
(Clique na Imagem para Amplia-la)

As surpreendentes revelações que constam nos livros de Enoque nos fazem parar e pensar, nos faz ler a bíblia de uma outra maneira, principalmente no que diz respeito ao Gênesis, várias passagens do livro corroboram e completam versão do Gênesis.

Uma visão mais ampla sobre os acontecimentos pré-diluvianos, e nos revela fatos omitidos ou que foram perdidos na história. Existe um outro livro atribuído  a Enoque, o Livro dos segredos de Enoque, também conhecido como II Enoque ou Enoque eslavo. Apesar de ter sido escrito em grego, só nos resta uma versão eslava.

Viagem de Enoque

Este segundo livro, relata a viagem de Enoque até o décimo céu, onde “está Deus” na língua hebraica o décimo céu é chamado Aravat” ou Araboth (II En 20,3). A viagem é iniciada após Enoque ser visitado por dois homens “extraordinariamente grandes”, cujas “faces resplandeciam como o sol” e cujos olhos “eram como chama” (II En 1,6).

Após despedir-se de sua família, Enoque é inicialmente levado pelos homens ao primeiro céu em suas asas, que eram “mais brilhantes que o ouro” (II En 3). Cada um dos céus possui uma particularidade especial. Seguem abaixo as características principais de cada um deles:

  • 1° céu – Enoque vê os anjos que trabalham na ordenação das estrelas, nos depósitos de neve e na tesouraria do orvalho. O primeiro céu é uma espécie de “casa de máquinas” do mundo, cujos trabalhadores são os anjos (cap. 3-6).

  • 2° céu – Neste local ficam aprisionados os “anjos infiéis” a Deus, que são torturados e choram incessantemente. O príncipe desses anjos fica acorrentado no quinto céu, vejam um trecho: E aqueles dois homens me tomaram e me conduziram ao Norte, e me mostraram um lugar terrível onde havia todas as maneiras de torturas: trevas e escuridão sufocantes, nenhuma luz havia lá, mas um fogo escuro constantemente ardia no alto. E havia um rio de fogo que corria, e por todo o lugar havia fogo.

  • 3° céu – No terceiro céu fica o paraíso. Nele há um jardim onde Deus descansa, guardado por trezentos anjos muito brilhantes (cap. 8). O terceiro céu é também para onde vão os “que fazem julgamentos justos, que levam pão aos famintos e que cobrem de vestes os nus” (cap. 9).  O norte deste lugar, escuro e tenebroso, é reservado “aos que desonram a Deus”. É para lá que vão os mentirosos, invejosos, opressores dos pobres e fornicadores (cap. 10).

  • 4° céu – No quarto céu Enoque contempla a órbita do sol (que é aceso por cem anjos), e da lua (cap. 11).  Enoque também vê “outros elementos voadores do céu”, que o acompanham na sua órbita, lhe dando calor e orvalho (cap. 12). Por fim ele fala dos seis “portais do sol”, por onde o grande astro passa ao longo do ano (cap. 13, 14 e 15).  O curso da lua, cheio de detalhes numéricos, é descrito nos capítulos 16 e 17.

  • 5° céu – Soldados gigantes e mudos chamados Grigori são vistos no quinto céu. Juntamente com seu príncipe, Satanail, rejeitaram o Senhor da Luz tomando por esposas as filhas dos homens, este episódio consta nos capítulos 6 a 16 do livro de I Enoque e também na bíblia em Gênesis.6 – vs1 a 4.

  • 6° céu – Neste céu ficam os anjos responsáveis pelas estações do ano, dos rios, dos mares e dos frutos da terra. Eles também são incumbidos de anotar todos os feitos dos homens diante do Senhor (cap. 19).

  • 7° céu – No sétimo céu há uma  grande quantidade de arcanjos, querubins, serafins e toda a sorte de ordens angelicais. É lá que fica o trono do Senhor.

  • 8° céu – O oitavo céu é chamado de Muzaloth, o que muda as estações, a seca, a umidade e os doze signos do zodíaco, que estão acima do sétimo céu (cap. 21).

  • 9° céu – É chamado de Kuchavim, onde estão as casas celestes dos doze signos do zodíaco (cap. 21).

  • 10° céu – Chamado de Aravoth, é lá que a face do Senhor pode ser contemplada, descrita como sendo semelhante ao “ferro que arde no fogo e que, as sair, emite faíscas e queima” (cap. 22). No último capítulo lemos o seguinte: Ele [Enoque] anotou todos esses sinais de toda a criação, criada pelo Senhor, e escreveu trezentos e sessenta e seis livros, entregou-os a seus filhos e permaneceu na terra trinta dias, sendo novamente levado para o Céu no sexto dia do mês de Tsivan, no dia e na hora exata em que nascera (En 61,3).

Cultura Judaica

A ideia da existência de dez céus esta profundamente enraizada na cultura judaica. Paulo, por exemplo, diz ter conhecido um homem que fora levado ao terceiro céu (2 Co 12,2) e quando Enoque fala de “céus” na verdade ele esta se referindo aos planetas de nosso sistema solar.

 


Veja os Vídeos Abaixo:

              Fonte:AudiobooK Discovery



Fonte:AudiobooK Discovery

 


Trabalhamos para divulgar notícias sobre Ovnis, Osnis, Ebes, ETs, Alienígenas e afins.


Fonte: EXTRATERRESTRE ONLINE
Editado por:
Arquivo X do Brasil

 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário